Lençóis – Chapada Diamantina 

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

.

POR QUÊ IR? 🤔

É a cidade-base para quem vai a Chapada. Encantadora, preservou a arquitetura colonial do século XlX quando floresceu com a extração de diamantes e chegou até ter um vice consulado francês, tamanho fluxo do comércio com a Europa. Encravada entre um dos contrafortes da Serra do Sincorá, a cidade manteve o casario colonial preservado testemunhando o tamanho da opulência da aristocracia da época. A igreja matriz de Nossa Senhora do Rosário e a residência da família Sá, que hoje abriga a prefeitura municipal, são marcos da riqueza das famílias tradicionais.

Pelas ruas estreitas de calçamento de pedras irregular misturam-se crianças brincando e viajantes indo e vindo. Ao cair da noite, os visitantes chegam das caminhadas e reunem-se nos bares e restaurantes da praça principal. Além do trekking, a Chapada oferece atividades como rapel, montain bike, escalada e canyoning. Para fazer passeios procure as agencias na cidade.

foto: jailson barreto de andrade

 

Caeté-Açú

A 86 km de Lençóis, fica na borda noroeste do Parque Nacional; o acesso pode ser feito pelos 18 km pela estrada de terra Palmeiras-Caeté-Açú. Nas recentes décadas que passaram, a pacata vila tem recebido uma leva de novos moradores, que foram atraídos para lá pela espetacular vista da região. Felizmente, esse movimento não maculou a tranquilidade local e ainda deu ao lugar alguns restaurantes e pousadas agradáveis. É de lá que sai a principal trilha para a Cachoeira da Fumaça.

 

Parque Nacional da Chapada Diamantina

Berço de quase 90% de todos os rios que correm pelo estado da Bahia, a Chapada tem além de suas águas cristalinas, cristais, grutas, cavernas, penhascos, montanhas e uma paisagem digna de rechear o cenário de qualquer bom filme… sim… bom!! pois um filme que conta com a Chapada de pano de fundo é praticamente impossível ser ruim.

Criado em 1985, o Parque Nacional da Chapada Diamantina ocupa uma área que se extende de norte a sul a 110 km de extensão de relevo montanhoso e altitudes que variam entre 400 a 1400 metros. Essa diferença de altitude é uma das responsáveis pela biodiversidade da região que se divide entre campos rupestres, gerais, cerrado e densas matas.

A Chapada fez parte da história brasileira no séc. XVll, quando foi descoberto ouro na Serra do Tombado, atraindo mercadores portugueses e bandeirantes paulistas. Aconteceu então na região uma verdadeira “corrida do ouro” que se estendeu por mais de um século.

Quando o esgotamento de suas minas já se encontravam próximas, surgiu a notícia do descobrimento de jazidas de diamantes. A região então viveu um período de de muita riqueza e a pacata Lençóis passou a ser a terceira cidade mais importante do estado.

Com todo esse ciclo de riqueza que fez surgir pequenas cidades, após o fim do garimpo, muitas foram abandonadas e na década de 70, o Turismo de Aventura e o Ecoturismo fez surgir ali uma novo ciclo econômico. Nas cidades, ficou a arquitetura, nos arredores ficaram os canyons e as centenas de trilhas abertas pelos exploradores dos séculos anteriores. A Chapada é assim vasta e cheia de novidades em cada esquina que dobra.

foto: divulgação

Obs: Pelo fato de a Chapada estar localizada em um espaço territorial que abrange uma área de aproximadamente 110 km. Este guia dividiu os roteiros e atrações conforme sua proximidade em quatro diferentes artigos, sendo ele: Chapada – Lençóis / Caeté-Açú; Chapada – Andaraí / Igatú / Mucugê; Chapada – Rio de Contas.

 

Atividades e Passeios 🚴‍♂️

Trilhas: As trilhas da região podem ser feitas a pé, de bicicleta ou a cavalo. Elas estão classificadas como as mais espetaculares do país e devem ser acompanhadas de guias.

Canyonning e Rapel: O canyoning para a cachoeira do Capivari, a 20 km de Lençóis, é um dos roteiros mais procurados. O programa dura tres dias  e duas noites, em acampamento, englobando trekking e rapel na cachoeira com altura aproximada de 37 metros. Já para quem nunca fez rapel, o melhor programa pode ser a Gruta do Lapão, que reúne no mesmo pacote, um trekking de 4 km e o canyonning na boca da caverna de 50 metros e a travessia de 1200 metros de extensão com banho final.

Cachoeiras: O roteiro das cachoeira pode ser feito em duas etapas, a primeira uma caminhada de 3 km abrange a Cachoeirinha, da Primavera, Poço Halley, Salão das Areias Coloridas e o Serrano; a segunda, do rio Mucugezinho: fica a 20 km de Lençóis e o seu maior salto é o Poço do Diabo, que tem um trampolim de 22 metros e em seguida um canyon.

 

.

O QUE FAZER? 🤔

👍👍👍 = imperdível /👍👍 = legal /👍 = de alguma curtição

 

Morro do Pai Inácio 👍👍👍

foto: divulgação

O passeio mais tradicional do parque nacional, fica a 1170 metros de altitude e é alcançado por trilha a partir do local em que se para o carro. Chega-se lá em no máximo 30 minutos de caminhada. No topo, a vegetação e de campo rupestre riquíssima em espécies endêmicas. Diz a lenda que Inácio foi um escravo que engravidou a filha do senhor e que, na fuga, precisou pular do alto do morro – hoje o melhor lugar do parque para apreciar o por do sol.

Acesso:https://goo.gl/maps/URjifNUqQkSqn9sY6

 

Trilha pelo Vale do Paty  👍👍👍

foto: divulgação

Longa e difícil tem diversas opções no trajeto. O clássico é partir do Capão, atravessar o extenso Gerais do Vieira, uma espécie de altiplano, e adentrar no Paty. Profundo e cercado de paredões, a travessia segue até a cidade de Andaraí. Nesse caso gastam-se dois dias com pernoite no interior do vale, onde moradores fazem comida sob encomenda e alugam quartos. Outra opção é levar equipamento de camping e alugar um jegue para não carregar tanto peso.

Acesso:https://goo.gl/maps/pZcPbkASLDHA9yt3A

 

Trilha do Capão (Caeté-Açú) 👍👍👍

foto: divulgação

Na borda noroeste do parque, está a 86 km de Lençóis e o acesso se dá pela estrada de terra Palmeiras-Caeté-Açú, com 18 km. Nas últimas décadas, esta vila pacata recebeu uma leva de novos moradores que vieram atraídos pelo visual espetacular da região. É de lá que parte a trilha para a Cachoeira da Fumaça.

Acesso:https://goo.gl/maps/QMRTmcrCGRjYeXbF6

 

Cachoeira da Fumaça 👍👍👍

foto: divulgação

Com 340 metros recebe este nome porque a água pulveriza-se antes de atingir o solo. Para chegar  ao poço, depois, no ponto de onde ela despenca, é necessário fazer uma boa caminhada. Os primeiro 1500 metros de subida da Serra do Sincorá exigem bastante, os 4500 metros restantes, mais plano são percorrido em cerca de 2h.

Acesso:https://goo.gl/maps/v2YJCWL4m3Nyq65c9

 

Escorregadeira do Ribeirão do Meio 👍👍

foto: divulgação

É um dos passeios mais populares e sossegados nos arredores de Lençóis. O rio Ribeirão desce por uma grande laje lisa, que funciona como tobogã natural – lugar também é conhecido como Escorrega. Para chegar lá não se gasta mais de 40 minutos de caminhada.

Acesso:https://goo.gl/maps/NLyUK2DAmoCDGZBY8

 

Serrano 👍👍

foto: divulgação

Fica bem do lado da cidade, o trecho do rio Lençóis chamado de serrano tem pequenas quedas-d’água e poços. O passeio pode se estender ao Salão de Areias, fenda rochosa de onde se extraiam areias coloridas usadas em garrafas artesanais. O passeio completo é facilmente feito em meio dia.

Acesso:https://goo.gl/maps/Mi8SgYSAcCpdhNgHA

 

Gruta do Lapão 👍👍👍

foto: divulgação

Com uma entrada de 50 metros de deametro e extensão de 1 km, é uma das maiores cavernas de quartzo do país (as mais conhecidas são de calcárias). Na saída passa o rio Lapão, bastante escorregadio em período de chuvas intensas. O passeio demora cerca de 4h30 ida e volta e é um dos melhores lugares para se fazer rapel.

Acesso:https://goo.gl/maps/cYUKo4FRubDBoYZv7

 

Cachoeira do Ramalho 👍👍👍

foto: divulgação

Possui mais de 70 metros de queda vertical e poço para banho. O acesso é por uma antiga trilha de garimpeiros e leva 2h. A trilha é de nível médio para difícil.

Acesso:https://goo.gl/maps/nfWNyyZmcrNbkhCF6

 

Cachoeira do Sossego 👍👍👍

foto: divulgação

Com 15 metros de queda, fica encravada em um canyon profundo no rio Ribeirão e é uma das mais bonitas da Chapada. O acesso exige preparo fisico, são 9 km de trilha, sendo o quilometro final saltando pelas pedras no leito do rio e por dentro do canyon. Reserve o dia todo para o passeio.

Acesso:https://goo.gl/maps/VGRe11p6syZMSo2y7

 

Poço Halley  👍👍

foto: divulgação

Formado pelo rio Lençóis e dentro de um canyon, a água desce por um leito pedregoso e se espalha para o largo formando o poço com cerca de 3 metros de largura e 2 de profundidade. A água é avermelhada e bem gelada, excelente para mergulho.

Acesso:https://goo.gl/maps/iA2EXryKhcv6Nczo7

 

Grutas em Iraquara 👍👍👍

foto: divulgação

Distante 82 km ao norte de Lençóis há outro passeio imperdoável que são as grutas, rios e águas das fazendas de Iraquara. A Torrinha tem raras  formações minerais, como flores de aragonita e a maior agulha gipsita do mundo; a Pratinha tem águas claras e muitos peixes que podem ser vistos em mergulhos com máscara, snorkel e colete flutuante; a Gruta Azul, onde a luz do sol refletida na água provoca belíssimos efeitos de cores e por fim a Lapa Doce, que tem estalactites e estalagmites em um túnel de 40 metros de altura e 850 de comprimento.

Acesso:https://g.page/grutadafumacinha?share

 

 

 

.

QUANDO IR? 😎⛱️

A Chapada Diamantina fica no semiárido nordestino (caatinga), mas o clima é mais parecido com a do Cerrado brasileiro. As chuvas se concentram entre os meses de novembro a janeiro. As cachoeiras ficam cheias e mais bonitas nessa época, porém, algumas trilhas ficam intransitáveis. Em contrapartida, nos meses que nao chovem, algumas cachoeiras somem por completo.  Entre os meses de agosto a setembro, o tempo fica seco e costuma ter incêndios na região.

 

 

 

.

INFORMAÇÕES ÚTEIS ✍️

O Parque Nacional da Chapada Diamantina está em uma área que se estende por 110 km de norte a sul do estado. Por ser grande há diferentes destinos tendo como cidades sedes os municípios de Lençóis (o mais popular), Andaraí, Mucugê e Rio de Contas. Seguindo a oeste de Salvador, Lençóis se localiza a 425 km. O município tem aeroporto mas recebe voos apenas de uma companhia aérea (Trip). Está interligado por rodovias com condições razoáveis e tem também um terminal rodoviário.

 

🚌 Terminal Rodoviário de Lençóis

Endereço: Av. Sr. dos Passos, s/n – Centro, Lençóis – BA

Telefone: (75) 3334-1112

 

🛩 Aeroporto de Lençóis

Endereço: Br 242, Km 209 – Tanquinho de Lençóis – BA

Telefone: (75) 3625-8100

 

🛩 Aeroporto Internacional de Salvador

Endereço: Praça Gago Coutinho, s/n – São Cristóvão – Salvador – BA

Telefone: (71) 3204-1010

 

 

 

.

COMO CHEGAR? 💼

Partindo de Salvador, siga pela BR-242 sentido oeste. A estrada está em boas condições, porém evite dirigir a noite por conta de assaltos. A distancia entre a capital do estado e o município é de 425 km que podem ser percorridos em 5h26.

 

De Avião ✈️

É possível chegar de avião. O aeroporto de Tanquinho, a 20 km de Lençóis recebe voos da Trip (tel:

0300 789 8747  – web: voetrip.com.br). Outra opção é vir de Salvador que fica a 425 km.

 

De carro 🚗

Acesso:https://goo.gl/maps/7qFMDybp6EQQ4nXz7

 

De ônibus 🚌

A empresa de ônibus que faz a linha Salvador – Lençóis (e vice-versa) é a Real-Expresso.

 

Real Expresso ✍️

web: realexpresso.com.br

Telefone: 0800 600 1155

 

 

 

.

CLIMA 🌦

O clima é tropical, com temperatura média anual entre 22º e 24ºC; máximas que vão entre 36º e 38ºC e mínimas entre 4º e 8ºC; a Chapada tem estações mais definidas, diferentemente do que acontece na costa baiana. Como se trata de um trecho de serra com altitudes que muitas vezes passa dos mil metros pode sentir nos meses do inverno brasileiro (junho a setembro) temperaturas baixas e nos meses do verão brasileiro (dezembro a março) temperaturas que chegam perto dos 40ºC. Entre junho a outubro chove menos facilitando as caminhadas. Durante o verão, estação das chuvas, as cachoeiras estão mais cheias e bonitas.

 

 

 

 

 

 

aos fotógrafos: as imagens publicadas neste artigo tem como foco orientar e ajudar o turista a visualizar as informações que estão sendo transmitidas. As fotos foram capturadas da internet sob domínio público e portanto com extrema dificuldade de encontrar o nome do autor. Caso seja o autor de alguma entre em contato conosco através de: fotografia@visitbrazil.travel

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

Nossas redes sociais

Publicidade

Veja também

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro sempre foi a melhor representação do país, mas a porta de entrada do Brasil conhecida pelas desejadas praias não vive apenas

Saiba mais »

Santarém

Chama a atenção pela intensa movimentação de passageiros e também pelo grande número de barcos e mercadorias. Uma espécie de dique que represa a água do rio Tapajós foi construído e serve de calçadão.

Saiba mais »

Itaúnas

Itaúnas representa para os capixabas mais ou menos o que Jeri representa para os cearenses. Trata-se de um pequeno vilarejo de pescadores encrostado no meio

Saiba mais »

Receba novidades em seu e-mail!

Preencha seu nome e e-mail nos campos a seguir!

Copyright © 2022. Todos os direitos Reservados. Feito por Thiago Regis.